segunda-feira, 25 de maio de 2009

Rastro de Bênção



Para ser um cristão de verdade é necessário cumprir o último mandamento de Jesus: “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho a toda criatura”. É preciso anunciar Jesus, que é a melhor de todas as notícias. O Senhor disse ‘Ide’, ou seja, ‘mexa-se’; não fique esperando alguém vir até você. Cristão deve passar pelo mundo deixando um rastro de bênção e entrar no Céu levando mais gente.

A Palavra de Deus diz que “os que crerem expulsarão os demônios” (Mc 16, 17), porque onde há um cristão que vigia a si mesmo, o mal não encontra espaço. Quem anda na Presença de Deus expulsa o mal e não abre brechas, pois onde tem uma vela acesa, não há trevas. Para vencer essa luta é essencial orar!

“E, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal”. (Mc 16,18) Existem muitos venenos que às vezes são injetados em nós e que nós injetamos nos outros. Venenos de ciúme, de contenda, de competição, de fofoca... Jogar veneno não é tarefa de filho de Deus. É preciso limpar e mudar as “amizades” envenenadas que se juntam para falar mal dos outros na Igreja, em casa, no trabalho... Nosso coração e mente não devem se ocupar com opiniões contaminadas, pois o que importa é o que Deus fala da gente!


Resumo da Homilia do Padre Antonio José
Domingo da Ascensão do Senhor Jesus – Marcos 16, 15-20
(Dia 24 de maio de 2009)

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Olhe para Deus

Como você tem terminado os seus dias, com louvores ou reclamações? Paulo e Silas passaram o dia evangelizando e fazendo o bem por onde passaram. E pela perseguição e intriga de alguns, acabaram o dia feridos e presos. Eles podiam murmurar e se queixar, mas decidiram agradecer e bendizer a Deus, e conseguiram criar um clima diferente dentro da prisão.
Essa também pode ser a nossa história, porque a vida para quem faz o bem nem sempre é fácil. Mas, ainda que o seu dia tenha terminado de uma forma ruim, é possível ainda olhar para o Céu. Nosso louvor e gratidão podem arrebentar as cadeias que nos impedem de avançar e seguir adiante. É preciso olhar para Deus e não para os problemas. Através da nossa ação de graças, Jesus quer também entrar em nossa casa, como entrou na morada do carcereiro, trazendo a Salvação, a Paz e a Alegria. “Crê no Senhor Jesus e será salvo tu e tua família”.

Resumo da Homilia do Padre Antonio José (Atos 16, 22-34)
6ª Semana da Páscoa - Dia 19 de maio de 2009

Amor Acolhedor


O nosso coração foi feito para amar, só assim ele é feliz! Mas amar do jeito de Jesus nem sempre é fácil. Porque nós não olhamos para as pessoas com o olhar de Cristo que por elas morreu numa Cruz. Na maioria das vezes, amamos da nossa maneira ou de qualquer jeito. Mas Deus nos deixou um Mandamento: “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amo”. (João 15, 12). É preciso pedir ajuda ao Espírito Santo para que a cada dia nós possamos ter um coração mais parecido com o de Jesus.

Após a Santa Missa, voltamos para casa e encontramos nossos familiares do “mesmo jeito”, mas é preciso que “nós” estejamos diferentes e melhores. A mudança não acontece de fora para dentro, somos nós que precisamos amar os nossos irmãos em casa, na comunidade e no trabalho de um jeito mais generoso, sabendo aceitar as diferenças e testemunhar o Amor de Cristo.

Resumo da Homilia do Padre Antonio José
6º Domingo da Páscoa - Evangelho de São João 15, 9-17 (17/5/09)

Permanecer com Jesus para dar fruto

Onde está o seu coração? Se você tem se sentido perdido, hoje é dia de chegar mais perto do Senhor Jesus e colocar o seu coração nas mãos Dele. A palavra ‘Per-manecer’ em sua origem quer dizer estar entre as mãos de alguém. Estar em Jesus significa deixar-se moldar por Ele. É preciso, a cada dia, fazer o seu coração voltar para o único lugar onde Ele encontra a Paz.

Longe de Deus, nosso coração pode muitas vezes se tornar prisioneiro das tristezas e decepções do passado. Existem pessoas que se afastaram do Senhor quando foram quebrados e secaram por dentro. Mas junto do Senhor Jesus, os ramos podados continuam a frutificar. Muitas vezes nós podemos estar verdejando muito sem dar fruto e precisamos passar pela dor da poda para ter mais paciência com os irmãos. O Pai corta os ramos dos seus filhos pela Cruz, para que Ele dê mais fruto.

Quanto mais perto de Jesus a gente está, mais perto se consegue chegar dos irmãos. Quando nós tentamos fazer alguma coisa do nosso jeito, acabamos nos desentendendo com as pessoas. “Do meu jeito”, querendo fazer o melhor, eu falei uma coisa e a pessoa entendeu outra. Porque o meu melhor não é o bastante sem Jesus. Antes de querer estar próximo de alguém é necessário buscar ao Senhor que está à distância de uma breve oração.

A vida de um cristão flui entre duas palavras: “Sem mim nada podes fazer” e “Tudo posso Naquele que me fortalece”. Quando permanecemos perto de Deus, mesmo pregado na cruz, nós não nos perdemos e sabemos que nenhuma situação é perdida. Porque em Jesus tudo é possível!


Resumo homilia do Padre Antonio José
5º Domingo da Páscoa – Evangelho de São João 15, 1-8 (10/5/09)

terça-feira, 19 de maio de 2009

O Bom Pastor


Nosso Deus está sempre disponível para nos ouvir. Ele é o nosso Bom Pastor que nunca nos abandona. Nós, muitas vezes, podemos estar atarefados demais para dar atenção a alguém e podemos até mesmo ser mercenários na vida de alguns irmãos. Mas Ele tem sempre tempo para nós e está ao alcance de uma oração.

Desde criança, eu gosto muito de uma imagem de Jesus resgatando uma ovelha que estava presa a espinhos e prestes a cair no precipício. Jesus se machucou para resgatar uma vida que estava quase perdida, da mesma forma que foi ferido e morto na Cruz para salvar a cada um de nós.

Existem muitas ovelhas desgarradas ao nosso lado, dentro de nossa casa, que precisam de um bom pastor para levá-las de volta para o rebanho de Cristo. Quando estamos em sintonia com Jesus, nós conseguimos perceber as reais necessidades dos irmãos. Hoje é uma oportunidade para ser um Bom Pastor na vida de alguém. Amados por Jesus, nós também podemos amar mais!

Resumo da Homilia do Padre Antonio José
4º Domingo da Páscoa – O Bom Pastor - São João 10,11-18 (3/5/09)






segunda-feira, 4 de maio de 2009

Boas Notícias do Céu!


Quando a gente reza, Deus entra em ação e consegue chegar onde nós não conseguimos. São Paulo, após cair do cavalo e ficar cego, manteve-se em silêncio e oração, até que Deus lhe enviou Ananias, que pediu para ele o Batismo no Espírito Santo. Da mesma forma, enquanto você ora nessa semana de Cerco de Jericó, o Senhor vai mexer naquilo que você nem sabe que precisa.

Antes da conversão, Saulo achava que sabia muito bem o que devia fazer. Ele tinha planos de perseguir e prender os cristãos para impedir que a Fé em Cristo se espalhasse. Mas, ao se encontrar com Jesus, ele teve que parar. Nós também, muitas vezes, acreditamos saber o que fazer para resolver nossos problemas. Seguimos acelerados agindo por impulso até que Deus nos pára para acertar o nosso rumo. Saulo caminhava para Damasco em cima do cavalo, mas precisou entrar na Cidade carregado por seus companheiros.
Mesmo que você tenha chegado na Igreja amparado por amigos, sem saber muito bem o que fazer. É necessário que você também faça a pergunta que o Apóstolo fez: “Quem és tu, Senhor? E o que queres que eu faça?” As dores da vida, que nos fazem “cair do cavalo”, podem se tornar grandes bênçãos quando nos levam para a direção certa: para os braços de Jesus.

Nesse tempo forte de oração diante do Santíssimo Sacramento, Deus também quer que nós nos desintoxiquemos de tudo o que nos desanima, da mesma forma, como fez com Ananias, que tinha uma opinião formada a respeito de Saulo como sendo um perseguidor. Ananias contou para Deus acontecimentos passados, o que Saulo havia feito contra os cristãos, mas o Senhor tinha notícias mais recentes: “Este homem é para mim um instrumento escolhido, que levará o meu nome diante das nações”. (Atos 9, 15)
Muitas vezes, nós chegamos diante de Jesus para contar notícia velha sobre os conflitos vividos em família, trabalho e comunidade. Mas, aos pés do Senhor, nós escutamos boas notícias que nos animam a seguir em frente. Após dizer para o Senhor que você já “não agüenta mais”, é preciso abrir o coração para ouvir a voz de Deus que diz: “Espera mais um pouco. Não desista daqueles que são os meus escolhidos”.
Jesus queria que Ananias olhasse para Saulo do jeito que Ele o via. Hoje é o nosso dia de olhar para os problemas com os olhos do Senhor. Desejo que você seja abençoado e surpreendido com uma boa nova dos lábios do Senhor, porque o que se fala no Céu é bem melhor do que o se fala na terra!

Resumo da homilia do Padre Antonio José
Abertura do Cerco de Jericó - 3o Semana da Páscoa - Atos 9, 1-20 (1/5/09)

sábado, 2 de maio de 2009

Hoje é dia de recomeçar o caminho.

“A Paz esteja com vocês!” É assim que Jesus chega na vida da gente, Ele nos devolve a serenidade que as tribulações haviam tirado. Os discípulos estavam com medo e assustados, pois tinham a impressão que o Senhor estava longe. Então Jesus mostrou para eles o sinal que os fez acreditar. Ele lhes mostrou as mãos e os pés. Suas chagas abertas revelavam a identidade de quem havia sido pregado na Cruz, mas que tinha avançado e vencido. Eles não conseguiam acreditar que Jesus estava perto novamente. Era bom demais! Mas creram porque só Jesus tinha aquelas chagas.

Quando olhamos para a vida com os olhos da Fé, enxergamos até nas nossas chagas a presença de Deus nos curando. Ali onde ninguém vê nada, nós enxergamos até nas nossas feridas a presença de Deus. Como diz o salmista: “O Senhor sabe nos aliviar no momento da aflição”. Quando as tribulações da vida nos roubam a tranquilidade, Jesus nos diz: “Tenha a Paz novamente! Eu sei aliviar a sua dor, porque você está tão preocupado? Porque vive tão ansioso com o que ainda não chegou? Carrega a cruz de hoje e tenha confiança em Mim!”

De mãos dadas com Jesus, nós conseguimos perseverar, mesmo passamos pela Cruz. Quando, mesmo diante da dor, nós teimamos em ficar de pé, revelamos a imagem de um cristão de fé que entregou a sua vida nas mãos de Jesus e encontrou forças para não desistir. Se a vida nos machuca, Deus nos cura. Jesus ressuscitado nos devolve a Paz. Nós precisamos ser cristãos assim, para seguir Jesus até o Fim!

Resumo da Homilia do Padre Antonio José
3o Domingo da Páscoa - Evangelho de São Lucas 24, 35-48 (26/4/09)

Procissão de Entrada da Santa Missa pela posse de Dom Orani na Arquidiocese do Rio

video

Procissão de Entrada da Santa Missa em Ação de Graças no Início do Ministério Episcopal de Dom Orani João Tempesta na Arquidiocese do Rio de Janeiro, que aconteceu na Festa da Misericórdia, no dia 19 de abril de 2009, na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro.

Dom Orani recebe a Missão de Arcebispo do Rio de Janeiro


















(Na foto acima) O cardeal Dom Euzébio Oscar Scheid, junto com o Núncio Apostólico, Dom Lorenzo Baldisseri, entrega o Báculo a Dom Orani João Tempesta.




(Ao lado) O novo Bispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, acolhe a saudação do povo de Deus.

“Que todos sejam um, para que o mundo creia”.

“O ecumenismo e o diálogo são possíveis, mesmo na diversidade de dons e carismas. A unidade é essencial para que o mundo creia que somos discípulos de Cristo”, afirmou o novo bispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, durante a Celebração de sua posse no dia 19 de abril, na Catedral Metropolitana, no Centro da Cidade. A Sagrada Eucaristia, que reuniu milhares de pessoas, teve início às 15h e aconteceu durante a Festa da Divina Misericórdia. “Desejo que haja Paz nas fronteiras e que estejamos sempre abertos ao diálogo, em busca de melhores caminhos. A missão continental deve nos conduzir à atitudes concretas para uma nova evangelização”, incentivou o novo Bispo que tem como lema de episcopado a frase "Para que todos sejam um." (João 17,21).
Para Dom Orani João Tempesta, ex-arcebispo de Belém do Pará, o bispo pertence ao povo de Deus. “Eu venho aqui como cristão, discípulo de Jesus Cristo, escolhido para ser apóstolo. Venho de uma vida monástica que me educou sobre a importância de ter uma convivência comunitária. Sei da necessidade de ouvir sempre e estar atento às necessidades do povo de Deus. Toda a terra é minha pátria e não me sinto estrangeiro em nenhum lugar. Caminhemos juntos em busca da santidade! Sinto que não sou eu que tomo posse da Arquidiocese, mas é povo do Rio que toma posse do seu bispo: Eis-me aqui...!”.

Maria - A Estrela da Evangelização







A Misericórdia alcança os corações fora da Igreja

A Misericórdia de Deus também alcançou os corações dos irmãos na rua Dias da Cruz, através do Terço rezado pela equipe de evangelizadores da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em 19 de abril, Dia da Festa de Jesus Misericordioso. O Terço na Rua, que é conduzido pelo casal Vilmar e Beatriz, acontece num domingo por mês a partir das 10h. Os encontros levam uma palavra de Amor e Esperança para as pessoas e colecionam testemunhos de Fé para a Glória de Deus. A Oração com a Comunidade é iniciada com muito louvor e existe também um espaço para as crianças.